.

Assembléia Cristã em Londrina - Irmãos em Londrina - Congregação Cristã em Londrina - Igreja Cristã em Londrina - Igreja doméstica - Igreja em casa - Igreja Primitiva - Igreja Apostólica...

Translate

sexta-feira, 6 de maio de 2011

A ORAÇÃO

Por Paulo Sobrinho www.coracaocristaobr.blogspot.com

ORAÇÕES

A oração é um ato puramente espiritual. Ainda que alguns a fazem de forma mecânica e decorada, como se fosse algo que se copia. A oração, deve sair de dentro do ser de cada um, deve ser expontânea. Pois nós crentes em Jesus Cristo, oramos a Deus, pois esperamos Dele aquilo que lhe suplicamos. Quando dirigimos a nossa oração a Deus estamos de alguma forma nos comunicando com Ele. A melhor maneira de nos comunicarmos com Deus é a oração. São muitos os exemplos dentro da Bíblia, que temos sobre este assunto. Em princípio a oração deve se feita com o espírito. De maneira que o nosso espírito entre em comunhão com o Espírito de Deus. Existem divergências entre diversas denominações religiosas sobre o modo em que devemos estar para orarmos a Deus. Mas as escrituras nos mostram que todos quantos somos chamados por Deus para a sua Graça Maravilhosa, fomos feitos servos seus. E se somos servos somos submissos a ele. Também somos chamados filhos de Deus. Se, somos filhos somos submissos ao nosso Pai. Portanto se pedimos alguma coisa a Deus fazemos o nosso pedido da melhor forma possível para sermos atendidos. Tal como o filho quando pede ao seu pai alguma coisa e deseja ser atendido, o filho faz o seu pedido com dedicação, com amor, atenção e submissão. Quando queremos que alguém nos ouça, falamos pausadamente, buscamos chamar a atenção da pessoa para que ela nos dê atenção. Na oração é da mesma forma. Precisamos primeiramente chamar a atenção de Deus, e este mesmo Deus está assentado no trono celestial como rei. Então devemos nos apresentar devidamente submissos a Ele. Jesus deixou exemplo, de que quando subia ao monte, retirava-se à parte dos discípulos para orar. E prostrando seus joelhos em terra orava ao Pai. Mateus cap. 26: 39 E indo mais adiante, prostrou-se sobre seu rosto, orando e dizendo..... Marcos cap.14:35 E tendo ido um pouco mais adiante, prostrou-se em terra; e orou...... Lucas cap. 22:41 E apartando-se deles cerca de um tiro de pedra; e pondo-se de joelhos orava..... Vejamos mais um exemplo que vem do céu. Apocalípse 7:11 E todos os anjos estavam ao redor do trono, e dos anciãos, e dos quatro animais; e prostraram-se diante do trono sobre seus rostos, e adoraram a Deus. Cap. 4:10 Os vinte e quatro anciãos prostraram-se diante do que estava assentado sobre o trono, e adoravam o que vive para sempre; e lançavam as suas coroas diante do trono, dizendo: Digno és Senhor de receber glória, e honra e poder porque tu criaste todas as coisas e por tua vontade são e foram criadas. Não podemos ter pressa para falar com Deus, temos que separar um momento de nosso tempo para falarmos com Deus. Não importa a hora, mas sim a necessidade. Não importa o local, mas sim o nosso ato. Não importa quando receberemos, mas a certeza de que seremos atendidos. Deus jamais deixou o seu povo vazio. Aquele que sempre buscou ao Senhor, foi ouvido e atendido. Há vezes que oramos de improviso, a necessidade e o local nos obriga a orarmos apenas no espírito. Mas se estivermos reunidos na casa de oração, ou em outro local qualquer com a finalidade de juntos orarmos ao Senhor, convém então que nos prostremos diante do Senhor com joelhos dobrados em terra. Com toda reverência , temor e tremor diante de Deus nosso Pai Celestial. Se até mesmos os anjos que seres celestiais se prostram diante do Senhor, quem somos nós para não fazer o mesmo? Orar reunidos, ou até mesmo sozinhos? Devemos dobrar os joelhos em ato de submissão e humildade diante do Senhor. Alguém diz que inclinamos o nosso coração já é o suficiente. Ora se inclinamos o coração, porque não o corpo?
Postar um comentário

Google+ Followers