.

Assembléia Cristã em Londrina - Irmãos em Londrina - Congregação Cristã em Londrina - Igreja Cristã em Londrina - Igreja doméstica - Igreja em casa - Igreja Primitiva - Igreja Apostólica...

Translate

domingo, 8 de dezembro de 2013

As familias biblicas e suas crises

Por Paulo Sobrinho

AS FAMÍLIAS BÍBLICAS E SUAS CRISES

A família é uma constituição feita por Deus. Deus tendo criado o homem, achou que ele não deveria viver sozinho, mas precisava de uma companheira, alguém que o ajudasse em sua vida, que fosse sua mulher, companheira de todas as horas. Deus fez cair um sono profundo em Adão, e lhe cerrou uma das costelas, da qual deus então criou a mulher. Esta foi chamada de Eva a mãe de todos os seres viventes da terra. A mulher criada por Deus para ser a auxiliadora do homem. Tal como disse Adão, carne de minha carne, ossos de meus ossos. Isto nos dá a entender, de que o ajuntamento entre o homem e a mulher, não foi um ato voluntário de ambos. Este foi o desígnio de Deus, formar uma família. Assim como deus criou os animais da terra, macho e fêmea os fez, para que se multiplicassem. Também deus criou o homem e a mulher para que se multiplicassem na face da Terra. Poderia ter Deus feito a mulher também de do barro, assim como fez o homem? Certamente que sim, mas deus nos quis mostrar algo muito importante ao tomar da costela de Adão e criar a mulher. Deus nos mostra assim, que, ambos estão ligados de uma forma a viverem lado a lado, um do outro. Se caso a mulher fosse criada do barro, não teria nenhuma ligação ao homem. Isto poderia ocorrer uma disputa entre o homem e a mulher, viveriam separados desde o princípio, pois nada haveria para interlaçar o seu relacionamento.

 Agora porém podemos crer que há um grande laço entre o homem e a mulher, a partir do momento que Deus tomou da carne do homem e criou a sua companheira. Mesmo assim tendo sido a mulher criada de uma parte do homem, não quer dizer que a mesma é devedora ao homem. Por que isto? É muito simples, O homem não tem poder sobre si próprio, mas Deus que lhe deu fôlego de vida. Deus domina sobre o homem e a mulher, ambos devem obediência ao senhor Deus o seu criador. E como Deus tendo criado o homem a seguir a mulher para lhe ser companheira, também o propósito de Deus é de que o homem e a mulher vivam mutuamente. Um dependendo do outro. No reino animal ocorre a disputa pela sobrevivência das espécies. Isto está no instinto animal de cada ser.Entre o homem e a mulher existe o sentimento mútuo de convivência. Um vive para o outro, pois ambos foram feitos um para o outro. Adão e Eva, foram colocados por Deus no paraíso, e Deus havia dado uma ordenança a Adão, cuja ordenança Adão não cumpriu. Gênesis cap. 2 vs. 8,9 – E plantou o Senhor Deus um jardim no Éden, da banda do oriente; e pôs ali o homem que tinha formado.E o Senhor Deus fez brotar da terra toda árvore agradável à vista, e boa para comida; e a árvore da vida no meio do jardim, e a árvore da ciência do bem e do mal.

E no verso 16: E ordenou o Senhor Deus ao homem, dizendo: De toda a árvore do jardim comerás livremente: Mas da árvore da ciência do bem e do mal, dela não comerás; porque no dia em que dela comeres, certamente morrerás. _ Este mandamento o Senhor Deus deu ao homem, antes de ter criado sua companheira. Portanto ficou ao cargo de Adão ensinar a mulher a cumprir o mandamento de Deus. Não demorou muito, logo depois de ter Deus criado a mulher, esta enganada pela serpente o diabo, tomou do fruto da árvore da ciência do bem e do mal, comeu e também deu ao seu marido. Este também comeu influenciado pela mulher, pois nesta altura a mulher já tinha ciência do que estava acontecendo. Ambos então perceberam que estavam nus e esconderam-se. 

Faremos uma análise aqui sobre a responsabilidade de Adão e Eva. Quem recebeu o mandamento primeiro foi Adão, ele certamente o transmitiu para sua companheira. O diabo sabia que não conseguiria fazer Adão tomar do fruto e come-lo. Então decidiu, aproveitar a fragilidade da mulher, pois a mesma teve o conhecimento do mandamento de Deus através de Adão seu marido. Logo podemos imaginar que Eva não levou muito a sério o que seu marido ensinou, desrespeitou não somente a Deus, mas também o seu marido. Este erro é muito sério, pois sendo a mulher a companheira do homem, errou primeiro e o induziu também ao erro. Adão porém, sendo homem, deveria não compartilhar com o erro de Eva, mas também seduzido pela sua mulher, comeu do fruto. Aparecendo Deus na virada do dia, chamou Adão e sua mulher, e ambos se esconderam. Claro que Deus sabia o que tinha acontecido. Chamou novamente Adão até que este se apresentou. Deus lhe pergunta; Porque não respondestes? Adão então responde que se escondeu pois estavam nus. Deus lhe pergunta. Quem te mostrou que estão nus? Porventura comestes do fruto da árvore que disse para não comeres? Adão adiantou-se e disse. A mulher que me destes por companheira. Ela me deu da árvore, e comi. Aí está, o primeiro ato do homem, é logo dar uma desculpa pelo seu erro, e foi logo acusando sua mulher, sua companheira, como que se a culpa fosse somente dela. Deus então pergunta a Eva. – Porquê fizestes isto? Logo a mulher lhe respondeu também com uma desculpa. -A serpente me enganou, e eu comi. Vemos que tanto Adão como Eva, procuraram passar a responsabilidade do seu erro para o seu próximo. Adão procurou eximir-se da culpa, delatando sua companheira, como que querendo que a culpa ficasse somente sobre ela. Logo Eva percebendo que estava em desvantagem, e que poderia assumir a culpa sozinha foi logo acusando a serpente. Foi um jogo de responsabilidade. Um procurou jogar a totalidade da culpa para o outro. Ninguém queria se responsabilizar pelo seu erro. Enfim quando Eva denunciou a serpente, a serpente nada disse. É como um ditado que existe; “Quem se cala consente”. A serpente não tinha ninguém para jogar a culpa, nem tentaria fazer isto pois o mal que pretendia causar já estava feito. Todos os três personagens deste fato tiveram sua culpa sim. Primeiro o homem que recebera primeiramente o mandamento de Deus, e que por conseguinte passou este mandamento para sua companheira, porém foi fraco em sua missão. Não levou muito a sério o mandamento, pois deveria ter feito muito mais para garantir que sua companheira não se deixaria ser enganada pela serpente. O homem falhou primeiramente como cabeça de uma família, não se esforçou para impedir que a mulher sua companheira tomasse do fruto proibido por Deus. Por um momento o homem deixou sua companheira sozinha a andar pelo meio do jardim, sem se preocupar com a sua proteção, pois vemos pela história que Eva estava sozinha com a serpente. Segundo Adão também falhou em não repreender a sua companheira no momento em que ela lhe oferece o fruto, mas cedeu e também comeu o fruto. Mais falho ainda foi por ter procurado lançar a culpa somente em sua companheira. Que homem fraco este Adão, temeu pela sua própria vida, mas não temeu pela vida de sua companheira, a sua adjutora, aquela que ele mesmo disse. Carne de minha carne osso de meus ossos.Naquele momento o egoísmo falou mais alto na mente de Adão. Confessou o seu pecado, mas de forma mesquinha, sem arrependimento, procurando jogar a sua culpa em sua companheira. Eva agiu da mesma forma, se bem que ela poderia ter acusado Adão por ser um homem omisso no tocante ao mandamento. Poderia ter dito que Adão sabia do mandamento mas não a ensinou devidamente. Mas aqui vemos que a mulher lançou a culpa, na serpente. A verdadeira culpada por tudo aquilo. Sempre que o homem ou a mulher cometer pecado, a culpa será dividida entre ambos e o diabo. Pois o diabo a antiga serpente é que sempre está induzindo o homem e a mulher ao pecado. Nem por isso o homem e a mulher estão livres para pecarem. O homem primitivo e sua mulher pecaram, pois foram induzidos ao pecado pela serpente. Na inocência não há pecado, e foi justamente aí que a serpente atacou com a sua astúcia, para fazer o homem e a mulher pecarem. Era muito fácil para a mulher rejeitar a tentação da serpente. Ali de todos e qualquer fruto que havia no jardim do Éden, poderiam livremente comer. Mas ao que parece, a curiosidade da mulher tornou-a vulnerável diante da tentação. Aqui podemos tirar uma lição para nós, pois sempre existe a curiosidade de descobrir aquilo que não nos é permitido. Neste fato houve além da desobediência ao mandamento de Deus, também houve a infidelidade conjugal por parte da mulher. Eva foi infiel ao seu marido, pois deu ouvidos a serpente. Não honrou o seu marido, dando ouvidos a voz estranha. 

Tal como nos dias de hoje, existem confrontos conjugais, brigas de casais, dilaceração de famílias. Em muitos casos pela infidelidade conjugal. Não estamos falando da infidelidade conjugal através do adultério. Mas infidelidade conjugal em que o marido não confia na esposa e vice e versa. A mulher tem o costume de fazer as coisas pelas costas do marido. O homem idem. Há homens que fazem seus negócios, sem ao menos o consentimento mútuo da sua mulher, e quando de repente está em dificuldades financeiras, perde emprego, faz negócio mal feito, muitas vezes acaba por deixar a família até mesmo sem um teto. Se formos enumerar diversas situações não sobrará espaço ou tempo para fazermos.

Todo pecado tem um preço, uma penalidade. Pois a desobediência de um mandamento ou lei sempre vai ter uma penalidade. Isto é a conseqüência obtida por desobediência. As conseqüências nem sempre são pequenas, muitas vezes são grandes, e pode durar a vida toda, ou até mesmo nas gerações futuras. Tal como o caso de Adão e Eva, que sofreram a conseqüência de seu pecado. Logo foram privados da tranqüilidade que possuíam em viver no jardim do Éden. Foram lançados fora do jardim, e receberam sua sentença. Adão, assim como todo o homem que viria a ser seu descendente, haveria de lavrar a terra para a sua sobrevivência, e ainda teria que viver com a dificuldade da terra não ser muito produtiva. Eva, mulher teria que sofrer dores ao dar a luz a sua descendência, e assim continuaria a sofrer dores de uma mãe, tal como ocorreu quando Caim matou Abel. A serpente, antigo dragão, satanás recebeu a sua condenação também. A conseqüência do pecado de Adão e Eva perdura até hoje, pois todo homem nascido de mulher tem o instinto pecador, e quando peca também sofre conseqüências diversas por seu pecado. E o homem só é absolvido de seu pecado, quando o mesmo tem sincero arrependimento e crê no Filho de Deus, isto é, Jesus Cristo. Mas estamos a considerar aqui as conseqüências literais que podem o pecado trazer para o homem e sua família. Há muitos exemplos na Bíblia, referente as crises ocorridas dentro das famílias. Adão pagou o preço por seu pecado, Eva também, e sucessivamente sua descendência. Caim tornou-se um homem invejoso, a ponto de matar seu irmão. A perda de Abel foi a dor que sofreu Eva também como conseqüência de seu pecado juntamente com Adão. Em seguida Caim, sofreu também a conseqüência pelo seu pecado, tendo matado seu irmão, foi condenado a viver como peregrino e vagabundo na terra, e sempre com o temor de também ser vitimado de morte por outro homem. Gen. 4:11-14 E agora maldito és tu desde a terra, que abriu a sua boca para receber da tua mão o sangue de teu irmão. Quando lavrares a terra, não te dará mais a sua força, fugitivo e vagabundo serás na terra. Então disse Caim ao Senhor: É maior a minha maldade que a que possa ser perdoada. Eis que hoje me lanças da face da terra, e da tua face me esconderei; e serei fugitivo e vagabundo na terra, e será que todo aquele que me achar me matará. Se por um lado o pecado produz conseqüências fatídicas. A obediência e a sabedoria de um homem diante de Deus, também tem suas conseqüências benéficas. 

Foi o caso de Abel, que conhecendo Deus, ofereceu melhor sacrifício que Caim, e o seu sacrifício foi aceito por Deus. E assim o pecado de Caim, gerou também o pecado em sua descendência. Como podemos ler no cap 4 de Gênesis vs. 23. E disse Lameque a suas mulheres: Ada e Sila. Ouvi mulheres de Lameque, escutai o meu dito; porque eu matei um varão por me ferir e um mancebo por me pisar. Vvemos aí que Lameque, da descendência de Caim, cometeu um duplo homicídio, multiplicou assim o pecado de seu antepassado, Caim. Obs. Este Lameque não e o pai de Noé, pois Lameque pai de Noé é da descendência de Sete. Tendo o homem se multiplicado na terra, também multiplicou-se a sua maldade, pelo que o Senhor arrependeu-se de ter criado o homem. Assim houve a corrupção do gênero humano. Gen. Cap 6 : 3- disse o Senhor: Não contenderá o meu Espírito para sempre com o homem; porque ele também é carne; porém os seus dias serão cento e vinte anos. No vs. 6: então arrependeu-se o Senhor de haver feito o homem sobre a terra. E pesou-lhe em seu coração. E disse o Senhor: Destruirei de sobre a terra, o homem que criei, desde o homem até ao animal que criei, até o réptil, e até a ave dos céus, porque me arrependo de os haver feito. _ Temos aqui uma drástica conseqüência do pecado do gênero humano. Desde o princípio homem é responsável pela destruição da terra e de toda sua vida animal.

 Por causa do pecado do homem, Deus resolveu destruir não apenas o homem, mas também os animais, os répteis e as aves do céu. A destruição do homem foi conseqüência pela multiplicação do pecado. Porém Deus encontrou alguém que era reto, que retinha a sua confiança em Deus. Noé, era varão justo e reto em suas gerações e andava com Deus. Pelo que Deus achou graça em Noé e resolveu não incluí-lo na destruição. Então Deus revelou a Noé que iria destruir o homem e todos os animais pelo dilúvio. Deus lhe ordenou que construísse uma arca. Deus lhe deu todas as medidas, o tipo de madeira e o local onde deveria construí-la. Noé creu, e assim durante cem anos trabalhou para construir a arca. Noé creu que Deus iria destruir a humanidade pelo dilúvio, por isso teve a recompensa. Deus lhe mandou que colocasse os animais na arca, e que junto a sua mulher, seus filhos e noras entrasse na arca. Ainda que todos em sua volta criticavam a sua atitude, chamavam-no de louco, pois todos tinham seus corações endurecidos, voltados ao pecado e distanciados de Deus. A conseqüência da obediência de Noé trouxe salvação para si e sua casa, enquanto que a incredulidade das demais pessoas da terra trouxe-lhes a destruição pelo dilúvio. Vemos que uma família foi salva e abençoada pela fé e obediência de um homem. Enquanto que a promessa de Deus destruir o gênero humano desobediente foi cumprida, como conseqüência ao pecado do homem. Também a terra foi destruída, pois tudo que habitava a terra e tinha fôlego de vida pereceu pelas águas do dilúvio. Gen. Cap 7 vs.21,22,23. – E expirou toda a carne que se movia sobre a terra, tanto de ave como de gado e de feras, e de todo o réptil que se roja sobre a terra, e todo o homem. Tudo o que tinha fôlego de espírito de vida em seus narizes, tudo o que havia no seco, morreu. Assim foi desfeita toda a substância que tinha sobre a face da terra, desde o homem até ao animal, até ao réptil, e à ave dos céus; e foram extintos da terra; e ficou somente Noé e os que com ele estavam na arca. Assim a terra ficou coberta pelas águas durante cento e cinqüenta dias. Gen. cap 6 vs 24. Como consequência ao pecado do homem, que também destrói a terra, Deus haverá de proceder o seu juízo, destruindo de sobre a face da terra toda a carne, só que desta feita será pelo fogo. Como está escrito que esta terra está guardada como um tesouro para o dia da destruição.

As famílias bíblicas e suas crises - parte IV O pacto que Deus fez com Noé Gênesis 9: 11 E eu convosco estabeleço o meu concerto, que não será mais destruída toda carne pelas águas do dilúvio e que não haverá mais dilúvio para destruir a terra. 12 E disse Deus: Este é o sinal do concerto que ponho entre mim e vós e entre toda alma vivente, que está convosco, por gerações eternas. 13 O meu arco tenho posto na nuvem; este será por sinal do concerto entre mim e a terra. 14 E acontecerá que, quando eu trouxer nuvens sobre a terra, aparecerá o arco nas nuvens. 15 Então, me lembrarei do meu concerto, que está entre mim e vós e ainda toda alma vivente de toda carne; e as águas não se tornarão mais em dilúvio, para destruir toda carne. 16 E estará o arco nas nuvens, e eu o verei, para me lembrar do concerto eterno entre Deus e toda alma vivente de toda carne, que está sobre a terra. 17 E disse Deus a Noé: Este é o sinal do concerto que tenho estabelecido entre mim e toda a carne que está sobre a terra. 18 E os filhos de Noé, que da arca saíram, foram Sem, e Cam, e Jafé; e Cam é o pai de Canaã. 19 Estes três foram os filhos de Noé; e destes se povoou toda a terra. O pacto que Deus fez com Noé, traz a tranqüilidade para a raça humana, sabendo que a terra não será de toda destruída por um dilúvio de águas. Agora havia uma única família na terra, salva por Deus do dilúvio, uma família que viu com os próprios olhos o cumprimento da promessa que Deus fizera a Noé em destruir toda a carne debaixo do céu. Uma família que passara cerca de 150 dias dentro de uma arca, sem poder ver a luz do sol, pois tudo estava coberto por nuvens, sem ver um grão de areia ou um torrão de terra, pois tudo estava coberto pelas águas. 

Mas ali dentro da arca haviam os animais que Noé fizera entrar na arca, e os animais que por si só, vieram a te Noé. Na verdade havia muito trabalho para aquelas oito pessoas dentro da arca. Tinham que cuidar dos animais, alimentá-los. Imaginemos quão grande era o barulho dos pássaros, dos animais pequenos e grandes dentro de uma arca fechada. Como aquela família suportou ficar dentro da arca durante os 150 dias. Como conviveram aqueles animais todos uns com os outros. Certamente Noé fez uma separação entre espécies de animais. Imaginemos como se alimentavam os leões, tigres, e demais animais que conhecemos hoje são carnívoros? Havia comida suficiente para todos? Eu imagino que durante aqueles dias Deus fez a maioria dos animais entrar no estado de hibernação. E isto pareceria até um ato natural, pois os animais que são acostumados a hibernar, retiram-se para dentro de um abrigo, e durante meses ficam hibernando, sem ver a luz do sol, pois sabem que no lado de fora está frio durante a estação do inverno. Então creio que os animais fechados, sentiram-se como no período do inverno, e isto colaborou muito para que dentro da arca, reinasse uma quietude, entre os animais. Sendo necessário que Noé e sua família alimentassem apenas alguns animais que não tinham o hábito da hibernação. Noé colheu muito alimento para os animais e sua família, pois assim Deus lhe ordenara. Haviam ainda os animais que lhes dava o leite, aves lhes dava ovos, assim não haveria problema algum na alimentação. Foi portanto abençoado Noé e sua família na arca, pois ouviram a voz do Senhor Deus, o Criador. Abençoados pois, através deles se multiplicaria o homem na terra. Tudo seria novo na face da terra, apenas os que haviam na arca poderiam frutificar e multiplicar-se enchendo toda a terra.

Chegara a hora de Noé e sua família deixarem a arca, pois as águas já haviam minguado, e a arca encalhou no monte Ararat. 

Como Noé e sua família desceu do monte não sabemos, mas hoje o monte é coberto por grossa camada de gelo. Mas o que nos é importante na história de Noé e sua família, foram os acontecimentos, fatos e atos narrados pelo escritor do livro de Gênesis. cap 8.
13 E aconteceu que no ano seiscentos e um, no mês primeiro, no primeiro dia do mês, as águas se secaram de sobre a terra. Então Noé tirou a cobertura da arca, e olhou, e eis que a face da terra estava enxuta. 



14 E no segundo mês, aos vinte e sete dias do mês, a terra estava seca. 
15 Então falou Deus a Noé dizendo: 
16 Sai da arca, tu com tua mulher, e teus filhos e as mulheres de teus filhos. 
17 Todo o animal que está contigo, de toda a carne, de ave, e de gado, e de todo o réptil que se arrasta sobre a terra, traze fora contigo; e povoem abundantemente a terra e frutifiquem, e se multipliquem sobre a terra. 
18 Então saiu Noé, e seus filhos, e sua mulher, e as mulheres de seus filhos com ele. 
19 Todo o animal, todo o réptil, e toda a ave, e tudo o que se move sobre a terra, conforme as suas famílias, saiu para fora da arca. 
20 E edificou Noé um altar ao SENHOR; e tomou de todo o animal limpo e de toda a ave limpa, e ofereceu holocausto sobre o altar. 
21 E o SENHOR sentiu o suave cheiro, e o SENHOR disse em seu coração: Não tornarei mais a amaldiçoar a terra por causa do homem; porque a imaginação do coração do homem é má desde a sua meninice, nem tornarei mais a ferir todo o vivente, como fiz

O primeiro ato de Noé foi edificar um altar e oferecer sacrifício ao Senhor. Nisto Noé demonstra que tem de imediato gratidão ao Senhor Deus. Qual homem, que tendo sido avisado por Deus que a humanidade seria destruída por um dilúvio, e que crendo em Deus lhe é dado o privilégio de ser salvo junto à sua família, não iria de imediato agradecer a Deus, tão logo tenha sobrevivido a tudo, depois de ter vivido com sua família entre animais fechado dentro de uma arca, sem ver o sol durante tanto tempo?
Homem algum poderia deixar de demonstrar sua gratidão a Deus. 

Logo  Deus lhe deu mandamentos, pois sempre o homem tem que ser doutrinado, não existe tal livre arbítrio como inventaram, não se sabe como, pois desde que deus criou a terra e logo que formou o homem, Deus deu mandamentos para serem observados e cumpridos. Porém o homem procurou viver como tudo dependesse dele mesmo, como se o homem não tem que dar conta de sua própria vida. Mas todo homem, toda mulher, devem sua obediência à Deus, o formador de todas as coisas.
Deus primeiramente abençoou Noé e sua família, dizendo-lhes; frutificai, multiplicai-vos e enchei toda a terra. 
Assim Deus colocou a vida acima de qualquer outro mandamento naqueles dias.
Gênesis cap 9- 3 Tudo quanto se move, que é vivente, será para vosso mantimento; tudo vos tenho dado como a erva verde. 

4 A carne, porém, com sua vida, isto é, com seu sangue, não comereis. 
5 Certamente requererei o vosso sangue, o sangue das vossas vidas; da mão de todo o animal o requererei; como também da mão do homem, e da mão do irmão de cada um requererei a vida do homem. 
6 Quem derramar o sangue do homem, pelo homem o seu sangue será derramado; porque Deus fez o homem conforme a sua imagem. 
Sabendo da maldição que caíra sobre Caim, Deus então deixou claro a Noé e sua família que Deus o Senhor tem a via por muito preciosa, até a vida dos animais. E a vida para Deus é o sangue, o homem pode comer de todo animal, mas não pode comer de seu sangue. E o mais importante, não pode o homem derramar o sangue de outro homem. A vida do homem pertence ao Senhor.
Tudo parecia agora magnífico, a família toda salva, a terra toda diante deles para habitar e fazer tudo que suas almas desejassem. Mas com o passar do tempo coisas acontecem.
num determinado tempo Noé que havia plantado uma vinha, tomou do fruto e fez vinho.
Neste episódio podemos ver alguns fatos que não foram de nada bom para a família.
vejamos os vs. seguintes - 
começou Noé a ser lavrador da terra, e plantou uma vinha. 



21 E bebeu do vinho, e embebedou-se; e descobriu-se no meio de sua tenda. 
22 E viu Cão, o pai de Canaã, a nudez do seu pai, e fê-lo saber a ambos seus irmãos no lado de fora. 
23 Então tomaram Sem e Jafé uma capa, e puseram-na sobre ambos os seus ombros, e indo virados para trás, cobriram a nudez do seu pai, e os seus rostos estavam virados, de maneira que não viram a nudez do seu pai. 
24 E despertou Noé do seu vinho, e soube o que seu filho menor lhe fizera. 
25 E disse: Maldito seja Canaã; servo dos servos seja aos seus irmãos. 
26 E disse: Bendito seja o SENHOR Deus de Sem; e seja-lhe Canaã por servo. 
27 Alargue Deus a Jafé, e habite nas tendas de Sem; e seja-lhe Canaã por servo 


Esta foi a primeira crise na família. Porém Noé tem a sua parcela de culpa. Embebedou-se, mas Cão demonstrou sua imaturidade e despreparação para lidar com algo inusitado. Ele era o filho menor, mas sabemos que não era uma criança, pois tinha já a sua mulher, pois vemos pela história que entraram na arca os filhos de Noé e as noras de Noé. Portanto Cão não pode ter alguma desculpa pelo seu ato. Certamente, criado pelas regras morais que Noé sempre ensinou seus filhos, Cão não poderia ter agido daquela forma, mas agiu. Cão pecou contra seu pai. Ridicularizou seu pai perante seus dois irmãos, os quais por sua vez agiram prudentemente, virados de costa para o pai, colocaram-lhe uma capa sobre ele, cobrindo a sua nudez. Isto é um ato de verdadeiro respeito pelo pai, e até mesmo a si mesmo. Noé ficou sabendo o que Cão fizera, e por isto o amaldiçoou. Aqui vemos o perigo de um filho ser amaldiçoado por seu pai. Nos dias de hoje, há quem diga que isto não acontece. Ora, se nós sabemos que a bíblia diz que o maior segundo mandamento é HONRA TEU PAI E TUA MÃE QUE É O PRIMEIRO MANDAMENTO COM PROMESSA, PARA QUE TE VÁ BEM E VIVA MUITOS DIAS SOBRE A TERRA.

Quem buscou a maldição sobre si? Foi o próprio Cão.  Se observarmos o destino de Canaã. A terra que habitou Cão e ali formou-se grande povo. Mas não andaram nos caminhos do Senhor Deus de Noé. A maldição de Noé sobre Cão, passou em toda a geração de Canaã. O pecado de Cão teve consequência de maldição não somente a ele, mas a toda a geração de seus descendentes.
Hoje nós crentes em Jesus Cristo, temos este mandamento e devemos seguir ao pé da letra, pois como poderá alguém amar a Deus se não amar os seus progenitores. vemos no mundo de hoje quanta maldade entre famílias, tal quantos até mesmo filhos provocando a morte de seus pais para ficarem com a herança. Mas o pior ainda é que alguns que se dizem ser crentes, internam seu pai ou sua mãe, já avançados em idade em algum asilo. Não tem a paciência de dedicar alguns poucos anos de carinho e cuidado, com aquele(a), que durante uma vida toda dedicou o seu amor incondicional. sim pois o amor de um pai ou de uma mãe deve ser incondicional. As vezes parece que amamos um filho mais que o outro, mas é apenas uma impressão momentânea, e sabemos que uma mãe ama seu filho mesmo que este filho não lhe dedique o amor de filho.
Infelizmente há também casos de mães que rejeitam seu filho antes mesmo do parto, fazendo o mais terrível dos homicídio. Marar um feto, ainda que hoje a sociedade esteja aprovando certas medidas para tal pecado, mas sabemos que Deus jamais irá proporcionar a bênção para um povo que concorda com o assassinato de um ser, pequeno, indefeso e que tem vida, mesmo que ainda não recebeu o fôlego de vida. Por isto é que o mundo, as nações os governos estão recebendo a paga por suas leis inescrupulosas, egoístas e praticamente ateístas. Desta forma a maldição de Cão permanece ainda na vida de muitas pessoas ainda hoje. 
Postar um comentário

Google+ Followers